Blog

Como serão os testes no ambiente do eSocial.

Em Agosto/2017 foi liberado oficialmente o ambiente de “pré-produção” do eSocial, permitindo que qualquer Empresa possa efetuar testes/validações das integrações até o início da vigência oficial no ambiente de produção, conforme o cronograma atual.

Em Agosto/2017 foi liberado oficialmente o ambiente de “pré-produção” do eSocial, permitindo que qualquer Empresa possa efetuar testes/validações das integrações até o início da vigência oficial no ambiente de produção, conforme o cronograma atual. (confira aqui)

Mas afinal, como será a utilização do ambiente de pré-produção?

Primeiramente, vamos entender como o eSocial será entregue:

As declarações serão transmitidas via arquivo eletrônico (XML) assinado digitalmente e não existirá programa gerador/validador Offline (PGD/PVA) para importar os arquivos antes da transmissão. No momento da transmissão, o ambiente do eSocial retornará o protocolo de envio e após a realização das validações, o eSocial retornará o recibo de entrega ou mensagem de erro.

Segundo o Manual de Orientações do eSocial, o arquivo poderá ser gerado de duas formas:

a) Pelo sistema de propriedade do empregador/contribuinte/órgão público ou contratado de terceiros, assinado digitalmente e transmitido ao eSocial por meio de webservice, recebendo um recibo de entrega (comprovante);

b) Diretamente no Portal do eSocial na internet – http://www.esocial.gov.br/, cujo preenchimento e salvamento dos campos e telas já operam a geração e transmissão do evento, módulo simplificado.

Este último item (item b) seria semelhante ao que existe atualmente no eSocial Empregador Doméstico e, apesar de constar no manual, ainda não se tem notícias sobre a liberação deste portal para os demais contribuintes.

Durante o período de pré-produção, cujo o foco é validar se as informações que serão declaradas (que estão em seu sistema) estão compatíveis com as exigências do eSocial evitando problemas quando entrar a vigência oficial, as declarações serão feitas utilizando a geração dos arquivos do sistema de folha de pagamento e envio direto via webservice (item a), não se tratando, portanto, de uma ferramenta/portal com interface visual de navegação.

As Empresas de TI tiveram acesso ao ambiente em julho/2017, ou seja, apenas um mês antes da liberação do ambiente para todas as Empresas e com isso ainda estão validando todas as ferramentas e cenários nesta extensa obrigação legal, sendo necessário aguardar as atualizações que permitirão a geração dos arquivos para utilização do ambiente de pré-produção do eSocial.

Enquanto as atualizações não chegam, se prepare fazendo a Qualificação e Saneamento Cadastral (confira dicas aqui), estes procedimentos são fundamentais e, se não realizados, impactarão a entrega do eSocial, inclusive no ambiente de pré-produção.

Por Robson David, Analista de Produto Sr. | Wolters Kluwer, Unidade de Negócios Fiscal e Contábil no Brasil
PESQUISA E MATERIAL DE APOIO: Deraldo Rocha, Analista de Legislação | Wolters Kluwer, Unidade de Negócios Fiscal e Contábil no Brasil

BANNER BLOG Como serão os testes no ambiente do eSocial.