Blog

Imposto de Renda: 5 dicas valiosas para evitar esquecer nenhum documento

A declaração do Imposto de Renda é uma obrigação anual que suscita diversas dúvidas e correrias todos os anos entre os brasileiros. No entanto, isso não precisa ser assim. Ao iniciar o planejamento e a preparação com antecedência, tem-se muito mais segurança, tranquilidade e assertividade nesse processo. Aproveite nossas dicas e comece a organizar-se já […]

A declaração do Imposto de Renda é uma obrigação anual que suscita diversas dúvidas e correrias todos os anos entre os brasileiros. No entanto, isso não precisa ser assim. Ao iniciar o planejamento e a preparação com antecedência, tem-se muito mais segurança, tranquilidade e assertividade nesse processo.

Aproveite nossas dicas e comece a organizar-se já para a declaração do Imposto de Renda 2020, evitando riscos desnecessários de cair na temida malha fina e incorrer em erros que gerem multas.

Declaração do IR na última hora: quais problemas você poderá enfrentar?

Conforme especialistas, o período indicado para se fazer a declaração é nos primeiros dias de liberação, para que, se houver algum equívoco, haja prazo hábil para saná-lo sem a necessidade de realizar uma declaração retificadora mais à frente.

Ainda, quanto antes fizer a declaração, mais rapidamente será feita a restituição do imposto devido, se for o caso. Além disso, evita-se o pagamento referente à penalidade pela não entrega – sendo uma multa de 1% a cada mês de atraso em relação ao imposto devido, limitada a 20% desse montante.

Boas práticas para se organizar para a declaração do Imposto de Renda 2020

1. Priorizar documentos-chave

Inicie sua organização priorizando informações e documentos que tenham um impacto mais direto sobre a apuração do imposto devido. Isso inclui informes de rendimentos e despesas dedutíveis.

2. Reúna ao longo do ano anterior comprovantes relacionados a gastos com saúde

Diferentemente de outras categorias, como a educação, os gastos com saúde não apresentam limite para serem apresentados na declaração do IR para solicitar a dedução de tais despesas.

Desse modo, para não se esquecer de nada, ainda ao longo de 2019, deixe centralizados todos os comprovantes de gastos com serviços odontológicos, médicos e hospitalares. Isso facilitará – e muito – seu trabalho em 2020.

3. Deixe à mão documentos que comprovem seu patrimônio

Para evitar erros e atrasos na declaração do Imposto de Renda, é recomendado fazer e ir atualizando ao longo do ano um levantamento de seu patrimônio, incluindo depósitos em conta, patrimônio material (como a residência e o carro), entre outros.

Além de facilitar o preenchimento da declaração, esse acompanhamento poderá ajudá-lo a manter um controle financeiro mais acurado.

4. Pesquise com antecedência a modalidade de declaração mais adequada

Ao longo de 2019, você já terá uma boa ideia sobre o seu montante de gastos e de investimentos. A partir disso, é interesse começar a informar-se sobre a modalidade de declaração mais vantajosa para você ou sua empresa – o modelo completo ou simplificado.

Quanto a isso, cabe ressaltar que na categoria simplificada, obtém-se automaticamente 20% de desconto dos rendimentos tributáveis. Já na modalidade completa, é possível abater gastos com itens como pensão alimentícia, despesas médicas e previdência privada.

Então, por exemplo, para quem tem a previsão de fazer investimentos substanciais com saúde em 2019, pode ser mais interessante o modelo completo de declaração, pois provavelmente irá gerar um valor maior de restituição.

Vale ressaltar que o programa da Receita Federal já informa a modalidade mais vantajosa conforme os dados cadastrados, porém é importante que o contribuinte tenha também esse conhecimento para tomar a melhor decisão. Ainda, há softwares que ajudam a resolver essas questões com facilidade.

5. Pesquise suas dúvidas com antecedência

Sobretudo para quem faz a declaração de Imposto de Renda tanto de pessoa física quanto jurídica, diversas dúvidas podem surgir. Então, para não deixar elas atrasarem o envio da declaração no ano que vem, já comece a sanar tais questões ainda em 2019.

Se tudo parecer muito complexo ou se você não tiver tempo ou segurança para realizar sua declaração sozinho, aproveite a antecedência e busque o auxílio de um contador de confiança para assessorá-lo.

Por todo exposto, é importante precaver-se, organizando-se com antecedência, a fim de evitar problemas legais e multas.

Para continuar aprendendo sobre esse assunto, confira nosso artigo com dicas de como reduzir o pagamento de impostos. Até a próxima!