Press Releases

Solução Prosoft BEEWork organiza tarefas e pode ajudar a evitar atrasos de processos nas empresas contábeis

Seguindo os conceitos de Contabilidade Colaborativa, novo produto da Wolters Kluwer, Unidade de Negócios Fiscal e Contábil no Brasil gerencia, em tempo real e com segurança e clareza, o andamento das atividades e seus prazos de entrega

São Paulo, abril de 2017 – Lembrar prazos, organizar processos e visualizar atividades em tempo real são demandas constantes na rotina de um contador. Agora, apurar a eficiência de uma empresa contábil com agilidade e na nuvem tornou-se possível com o Prosoft BEEWork, solução desenvolvida pela Wolters Kluwer, Unidade de Negócios Fiscal e Contábil no Brasil. O software, que vem previamente carregado com as mais importantes obrigações (guias e declarações), auxilia na gestão das áreas Fiscal, Contábil e de Folha de Pagamento e possibilita a criação de novas tarefas ou personalizar as já existentes nessas e em outras áreas.

O sistema notifica sobre a data limite para que uma atividade seja executada no escritório, mais o prazo em que as obrigações devem ser entregues. Desta forma, é possível estabelecer, por exemplo, deadlines internos e, assim, evitar que uma obrigação seja gerada em cima da hora. “O empresário contábil pode controlar a taxa de eficiência de colaboradores e o nível de serviço prestado para cada cliente, pois o sistema possui um controle de prazo preciso”, afirma Roberto Regente Jr., CEO da Wolters Kluwer, Unidade de Negócios Fiscal e Contábil no Brasil. O Prosoft BEEWork possui indicadores visuais de atrasos e alertas de vencimento, que possibilitam identificar com rapidez potenciais gargalos na operação contábil. “Desta forma, por cores ou por totalizadores, torna-se fácil mensurar as pendências e os problemas a serem resolvidos”, comenta.

Todos os dados gerados na utilização do Prosoft BEEWork são mantidos no sistema por um prazo de 12 meses a contar da data da criação da tarefa, e eliminados automaticamente após esse período. A solução elimina a necessidade de planilhas, check-lists ou qualquer outro tipo de controle manual, e pode ser programado com base em um agrupamento de clientes com as mesmas características e vencimentos.

Os processos podem ser inicializados automaticamente, com agendamento ou por demanda, com flexibilidade na determinação do prazo interno para a geração de cada uma das obrigações. “O Prosoft BEEWork é simples e funcional. O colaborador tem uma visão clara de suas atividades e seus respectivos prazos em uma única tela, e se ele se ausentar, o gestor pode verificar redistribuir as tarefas com rapidez e segurança”, explica Regente.

Contabilidade Colaborativa ditará o futuro do setor
Seguindo as boas práticas de organização e gestão aplicadas à contabilidade, a Wolters Kluwer, Unidade de Negócios Fiscal e Contábil no Brasil traz para o país um conceito inovador, que poderá mudar o cotidiano entre as empresas contábeis e seus clientes e influenciar o futuro do setor. Trata-se da Contabilidade Colaborativa, que busca alinhar padrões de mercado e possibilita a oferta de transações pontuais dentro do universo de serviços oferecidos, sem prévio contrato ou vínculos, e com total liberdade de escolha para quem contrata. O Prosoft BEEWork foi desenvolvido tendo como premissa este conceito.

Na Contabilidade Colaborativa, as empresas contábeis passam a processar os serviços por funcionalidade específica, removendo barreiras entre processos e entregas. “O cliente define o que precisa, faz a solicitação e, se gostar do atendimento, é naturalmente criado um vínculo de fidelização, abrindo espaço para construção de uma relação de parceria de longo prazo”, esclarece Roberto Regente Jr. Para que o conceito possa ser colocado em prática faz-se necessária a existência de vários componentes tecnológicos tais como processamento inteligente, cálculos e simulações, inteligência de impostos, business insights (a fim de transformar o trabalho braçal em consultivo), auditoria preditiva e um sistema de autoatendimento, dando ao cliente da empresa contábil autonomia em situações triviais e com total segurança para todas as partes envolvidas.

Segundo Regente, a Contabilidade Colaborativa pode ajudar no compartilhamento de riscos operacionais entre todos os envolvidos, a redução de custos, a simplificação dos processos, o aumento da rentabilidade e produtividade do empresário contábil, características marcantes de uma economia de escala. “Com benefícios simples como a redução de circulação de papel a gestão granular das atividades e entregas em curso no escritório, há criação de oportunidade para redirecionar recursos e tempo a atividades consultivas, notáveis por sua maior rentabilidade”, finaliza.

Cadastre-se e receba nossas notícias