Blog

Como reduzir a inadimplência no seu escritório de contabilidade

Descubra como reduzir a inadimplência no seu escritório de contabilidade e entenda os fatores que tornam as contas em atraso tão comuns no segmento contábil.

A inadimplência é um problema que afeta diretamente os rendimentos dos negócios. O tema é motivo de incômodo para todos os segmentos do mercado, inclusive para os escritórios de contabilidade.

Segundo dados do Serasa Experian, em janeiro de 2020, o número de inadimplentes chegou a 63,8 milhões no Brasil. Isso representa 40,8% de toda a população adulta do país.

Os dados demonstram que as contas em atraso são uma realidade constante entre os brasileiros e que os negócios precisam adotar medidas para que elas não representem prejuízos para suas operações.

A seguir, entenda os fatores que tornam essa questão tão comum no segmento contábil e descubra como reduzir a inadimplência no seu escritório.

 

Por que a inadimplência se tornou comum em escritórios de contabilidade?

Algumas causas de inadimplência são recorrentes entre grande parte dos escritórios de contabilidade.

Em períodos de instabilidade e incertezas financeiras, as empresas têm dificuldades para cumprir todas as suas obrigações.

Nessas situações, geralmente, elas preferem primeiro resolver questões primárias, como dívidas com fornecedores, pendências de impostos e salários atrasados.

Por considerarem menos urgente, apenas em um segundo momento as organizações realizam os pagamentos dos serviços terceirizados, onde se incluem os negócios contábeis.

Também é comum que alguns contadores prestem serviços informais, sem um contrato bem definido. Esse é um descuido que pode levar à inadimplência, pois não estabelece garantias e gera maior descompromisso entre as partes.

Para evitar essas e outras situações semelhantes, o ideal é sempre realizar qualquer trabalho com acordos muito bem delimitados. Essa é uma excelente forma de evitar a inadimplência, mas ainda existem muitas outras! Saiba mais sobre as principais delas no próximo item.

 

Como reduzir a inadimplência em uma empresa contábil?

Como mencionamos anteriormente, muitos cuidados podem ser adotados para evitar que os clientes não deixem de pagar pelos serviços prestados e para que você gerencie melhor o seu escritório de contabilidade.

Para saber mais sobre eles, confira as 5 melhores dicas sobre como reduzir a inadimplência na sua empresa:

 

1.   Formalizar as condições de pagamento dos serviços:

Você já viu que bons contratos são essenciais para evitar problemas de pagamento em qualquer serviço prestado por seu escritório.

Sabendo disso, procure ser o mais minucioso possível em seu acordo. Preveja condições e datas dos pagamentos, multas e juros provenientes de eventuais atrasos, além de possíveis suspensões caso as obrigações não sejam cumpridas.

Além de definir todos os pontos do contrato, tenha certeza de que eles estão bem alinhados com os clientes e que os mesmos conhecem suas garantias.

Dessa maneira, você garante clareza e muito mais segurança durante o fechamento de um novo negócio e pode reduzir a inadimplência em sua empresa.

 

2.   Foque em medidas preventivas

Uma boa alternativa para que os acordos não gerem problemas no futuro é verificar o histórico de inadimplência de possíveis novos parceiros.

Antecipe-se e previna-se, consultando o CNPJ da empresa interessada no site da Receita Federal – onde é possível ter acesso a informações como atividades, nome fantasia, razão social, endereço e situação cadastral.

Outra alternativa é contratar serviços especializados, que consultam informações em órgãos como o SPC e Serasa. Esse tipo de solução costuma gerar informações ainda mais pertinentes sobre o histórico dos clientes.

Procure adotar esse tipo de cuidado não só durante a análise de crédito de novos parceiros, mas também junto a clientes recorrentes, certificando-se de que os mesmos eventualmente não cheguem à inadimplência

 

3.   Crie uma relação com os seus clientes

Garantir máxima atenção aos seus parceiros é um cuidado que não está ligado apenas à redução da inadimplência, mas também à qualidade dos serviços prestados e ao posicionamento do escritório perante seus concorrentes.

Por isso, dedicar tempo aos seus clientes é uma atitude que tem influência direta sobre a fidelidade dos pagamentos.

Quanto mais o contador for comprometido, disponível e capaz de agregar valor para cada parceiro, mais os mesmos valorizarão o seu trabalho e se comprometerão com ele!

Com isso em mente, certifique-se de que seus clientes têm voz ativa e de que você realmente os escuta. 

Além disso, participe ativamente de seus resultados, dando conselhos para seus negócios, auxiliando na redução de custos e prestando todo o apoio necessário na tomada de decisões.


4.   Reorganize sua carteira de clientes

Por mais que nenhuma empresa queira perder clientes, é preciso estar preparado para eventualmente cancelar algum contrato.

É evidente que se apenas um ou dois pagamentos estiverem atrasados, basta uma conversa para compreender as dificuldades do devedor e renegociar as condições.

Contudo, caso a inadimplência se acumule, você precisa ser mais ativo nas cobranças – do contrário, seu negócio trabalhará de graça para alguns parceiros e até mesmo poderá ter prejuízos.

Se mesmo as cobranças mais diretas não surtirem efeito, comunique educadamente a desistência do acordo e busque por clientes mais comprometidos.

Assim, o ideal é analisar e reorganizar sua carteira constantemente, valorizando os parceiros rentáveis e trocando aqueles que geram problemas.

 

5.   Automatize sua base de clientes:

A inovação tecnológica fez com que todo o mercado sofresse transformações profundas.

No segmento contábil não é diferente: os contadores precisam lidar com dados cada vez mais volumosos e complexos, o que exige uma maior performance em suas atividades.

Por meio de bons softwares de gerenciamento, é possível automatizar toda a base de clientes, tendo uma visualização muito mais completa e simplificada dos prazos e vencimentos.

Com um painel de controle para a gestão da contabilidade, as informações são atualizadas constantemente, sem a necessidade de compilar relatórios. O acompanhamento contínuo possibilita a eliminação de gargalos, aumentando a rentabilidade.

Dessa forma, graças à integração entre todos os colaboradores, esse tipo de recurso aumenta também o engajamento dos profissionais e o seu desempenho. 

Com dados integrados e indicadores precisos, não só a inadimplência diminui, mas a competitividade, excelência e celeridade dos serviços aumentam!

E você, já sabia como reduzir a inadimplência do seu escritório de contabilidade? Quer conhecer as soluções que garantem muito mais qualidade e atratividade para os serviços de sua empresa? Então, confira agora o portfólio da Wolters Kluwer!